1.º prémio do concurso MUDA sai a Cliente do Hospital da Luz

Cliente do Hospital da Luz Arrábida há três anos, Ricardo Araújo aceitou a proposta que lhe foi feita na unidade no início de 2019 e aderiu ao Portal do Cliente, tendo recebido logo um código para participar no concurso ‘Mudar é ganhar’ – o que fez, «na desportiva», sem «grande esperança». Por isso, nem queria acreditar quando lhe telefonaram algumas semanas depois: «Tinha ganho o 1.º prémio, um carro!».

Ricardo Araújo, de 39 anos, funcionário de uma empresa de transportes ligeiros de mercadorias e residente em Oliveira de Azeméis, recebeu o prémio nesta quarta-feira, 15 de maio, no Hotel Vila Galé de Paço de Arcos, para onde se deslocou de comboio com a mulher. A chave do Volkswagen T-Roc foi-lhe entregue por Ivo Antão, administrador da Luz Saúde, e Nilo Fonseca, diretor executivo do MUDA.

Adepto de aplicações móveis, por «facilitarem muito o nosso dia-a-dia», Ricardo Araújo diz que faz questão de ter todos os serviços com fatura eletrónica. Do que mais gosta no Portal do Cliente do Hospital da Luz é de «encontrar lá os resultados dos exames e poder consultá-los», bem como faturas e outros dados. Já tem carro, mas é antigo, e por isso este prémio veio mesmo a calhar – explica, revelando que, «há já uns anos», ao serviço da sua empresa, coube-lhe ir à fábrica da Volkswagen em Palmela entregar peças que então eram necessárias aos testes do modelo T-Roc.

O Hospital da Luz foi uma das empresas que se associaram ao concurso ‘Mudar é ganhar’, que decorreu entre 15 janeiro e 3 maio, promovido pelo MUDA (Movimento pela Utilização Digital Ativa) com o objetivo de incentivar a utilização de serviços digitais. Durante mais de três meses, os clientes de empresas parceiras do MUDA receberam códigos que tinham de ativar no site do concurso, tendo sido distribuídos mais de 5.000 prémios imediatos, entre vales de combustível, cultura e tecnologia, cinema, informação e lazer. A fechar o concurso, foi sorteado o 1.º prémio. Segundo a organização, foram ativados um milhão e 165 mil códigos.

Na foto em cima, Ricardo Araújo, Ivo Antão e Nilo Fonseca.